terça-feira, 14 de abril de 2009

Caça às Baleias - A prova que podemos fazer alguma coisa

É do conhecimento comum que há várias décadas que o Japão executa anualmente a caça a baleias, cuja carne é vendida para alimentação. Em 1986, esta era considerada uma espécie protegida por correr perigo de extinção. No mesmo ano, devido a pressões vindas de vários locais do mundo, em especial da Europa, o Japão cessou a deplorável actividade...por um ano! Um ano depois, o país retomou a caça ás baleias, alegando que os animais se destinavam a um programa científico de investigação; tenha sido esta uma desculpa de conveniência ou não, o que é certo é que ainda se pode encontrar carne de baleia à venda nos supermercados japoneses.

No entanto este ano, graças a um grupo de activistas que se manifestou incansavelmente, a caçada, embora tenha acontecido, foi mais curta. Os pescadores regressaram mais cedo com a última frota, que planeava predurar 16 dias na zona da Antártida. O resultado foi, dentro do possível, animador: das 900 baleias predestinadas a morrer "em nome da ciência", apenas 680 chegaram ao porto japonês. Isto porque um grupo de manifestantes se uniu, perseguiu e enfrentou directamente 6 embarcações durante vários dias, de modo a impedir ao máximo a execução desta actividade, felizmente tão condenada por todo o mundo. Os manifestantes não mediram esforços, e graças a esta perseguição incansável mais de 100 animais foram salvos, tendo até um dos navios japoneses chegado ao porto com vários danos, devido a uma colisão.

A moral desta história é muito simples: não se conforme, mostra a sua indignação, pois a sua voz e a sua atitude podem salvar vidas diariamente ameaçadas. Lembre-se que vale sempre a pena lutar, quando se luta pelo que está certo. Nesta notícia está a prova disso.

Um comentário:

Rita M. disse...

Ainda hoje vi um video sobre isto, e com golfinhos! HORRIVEL! como é que estas pessoas conseguem dormir a noite??